Hacker Industrial

Porque o Brasil precisa explorar seu potencial de geração de energia hidrelétrica

O Brasil utiliza aproximadamente 30% do seu potencial para instalação de hidrelétricas de médio e pequeno porte, segundo dados da Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa (Abragel). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) identificou um potencial de geração de 23.000 MW (megawatts) através dessas instalações, mas atualmente, o país conta com uma produção de apenas 6.500 MW nesse modelo. Esse dado evidencia uma subutilização significativa do potencial hidrelétrico nacional.

O presidente-executivo da Abragel, Charles Lenzi, destacou em entrevista ao Poder360 que o Brasil precisa continuar inovando em projetos de geração de energia para manter sua posição de destaque em “energia limpa”. Apesar dos investimentos passados em hidrelétricas que fizeram do Brasil uma referência mundial, atualmente, esses projetos têm perdido espaço no debate público sobre a transição energética. As fontes eólica e solar, embora importantes, dominam as discussões, em grande parte devido à influência de discursos importados de países europeus, que não possuem o mesmo potencial hidrelétrico do Brasil.

A política pública é um fator crucial para reverter essa tendência. O Projeto de Lei 11.247 de 2018, que visa regulamentar a exploração de energia eólica offshore, inclui um dispositivo que obriga a contratação de 4.900 MW de energia produzida por Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Esse movimento é visto como um passo importante para a transição energética do Brasil, substituindo a energia produzida por térmicas e promovendo fontes renováveis mais estáveis. Lenzi argumenta que, além das pequenas hidrelétricas, é essencial que o Brasil retome investimentos em usinas com reservatórios, como a de Serra da Mesa, inaugurada em 1998. Esses empreendimentos são vitais para garantir a segurança energética do país, especialmente com a crescente integração de fontes intermitentes como solar e eólica, que dependem de condições climáticas variáveis.

Explorar plenamente o potencial hidrelétrico do Brasil não é apenas uma questão de aproveitar uma fonte renovável abundante, mas também de assegurar a estabilidade e a sustentabilidade do sistema elétrico nacional. Investimentos em hidrelétricas, especialmente as com reservatórios, podem proporcionar a base necessária para um mix energético robusto, complementando as fontes intermitentes e garantindo um fornecimento constante de energia limpa e renovável.

A Hacker apoia iniciativas de energia sustentável há mais de 70 anos, por isso investe em tecnologia e inovação para trazer soluções eficientes para usinas hidrelétricas, como turbinas, geradores e serviços de engenharia. 

Se você pretende investir em energia hídrica, entre em contato e conheça nossos cases de sucesso.

Compartilhe esse post

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Você também pode gostar de ler

Aplicação para a vaga

Preencha o formulário abaixo para enviar seu currículo, não se esqueça de conferir os dados de contato, caso selecionado entraremos em contato através deles.

Aplicação para Vaga

Preencha o formulário abaixo para enviar seu currículo, não se esqueça de conferir os dados de contato, caso selecionado  entraremos em contato através deles